10 cidades do Piauí aumentaram apenas 1 habitante segundo estimativa do IBGE

0

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística revelou que 10 cidades do Piauí aumentaram apenas 1 habitante em relação ao ano passado.  As estimativas populacionais de 2017 divulgadas na última quinta-feira (31) vão determinar os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 2018. A mudança na contagem pode alterar a faixa populacional a qual pertence a cidade e representar um aumento, ou corte no repasse anual. Outro número curioso é que apenas quatro municípios tiveram diminuição de um habitante segundo a estimativa.

Demerval Lobão, distante 30 quilômetros ao sul de Teresina, foi o único município piauiense a alterar sua população em número suficiente para mudar a classificação quanto ao FPM. De acordo com a estimativa do IBGE para 2017, Demerval Lobão ganhou 20 pessoas em um ano, passando de 13.575 habitantes para 13.595. Com isso, atingiu o número populacional necessário para sair do coeficiente 0,8 para o coeficiente 1,0, cuja população mínima tem que ser de 13.585 habitantes.

A diferença no valor anual das transferências entre uma faixa populacional e outra é de R$ 2,5 milhões. Atingir um coeficiente melhor quer dizer mais recursos. A título de comparação, somente no primeiro dos três repasses de junho deste ano, a diferença entre os coeficientes 0,8 e 1,0 representou R$ 75.187. Levando em consideração que a variação entre as transferências é pequena, em um mês, esse valor chega a R$ 225,6 mil. Em um ano, ultrapassa R$ 270 milhões. Em outras palavras, os 20 habitantes a mais gera um incremento de quase R$ 3 milhões em transferências da União. 

Veja lista das cidades com diferença de apenas um habitante:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.