Advogados esperantinenses solicitam junto ao MP medidas para a reconsideração do embargo a obra de reforma e ampliação da Igreja Matriz

Advogados: Dr. José Ângelo e Dr. Mussolini

Os advogados esperantinenses Dr. José Ângelo Ramos Carvalho e Dr. Mussolini Araújo de Carvalho, deram entrada na manhã desta quinta-feira, 18 de maio, com um requerimento junto ao Ministério Público, solicitando entre outros (VEJA NO REQUERIMENTO ABAIXO) a manutenção da vigência do Alvará expedido para fins de reforma e ampliação da Igreja de Nossa Senhora da Boa Esperança.

Os advogados se manifestaram após o embargo da reforma e ampliação da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Boa Esperança, pela a Prefeitura Municipal de Esperantina, por recomendação do Ministério Público Estadual na cidade, o Promotor de Justiça Titular da 1ª Promotoria de Esperantina Dr. Raimundo Nonato Martins Ribeiro Junior.

Vários fiéis estão se mobilizando para realizarem manifestação solicitando a retomada da obra da Igreja de Nossa Senhora da Boa Esperança.

No requerimento os advogados Dr. José Angelo e Dr. Mussolini solicita que o Ministério Público, notifique a Prefeitura Municipal de Esperantina, o Governo do Estado por intermédio de sua Secretaria de Cultura, o representante legal da Paróquia de Nossa Senhora da Boa Esperança e a Diocese de Parnaíba-PI, para juntos em audiência para fins de discussão do fato, possam entrar em acordo no sentido de possibilitar a retomada das obras de reforma e ampliação da Igreja.

REQUERIMENTO NA ÍNTEGRA:

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.