Após reunião com lideranças, PT decide permanecer no governo

0

wilson e fabioNa manhã deste domingo (22/09), lideranças do PT estiveram reunidas em Teresina para avaliar questões a respeito da aliança entre o partido e o PSB, que na semana passada decidiu romper com o governo.

Após o término do encontro, o presidente do PT, deputado Fábio Novo, redigiu documento e o entregou pessoalmente ao governador Wilson Martins, onde explica todas as medidas adotadas pelo PT no Piauí.

Fábio Novo deixou claro que respeitará qualquer que seja a decisão tomada pelo PSB estadual e que a intensão dos petistas é a de permanecer com os cargos no governo do estado.

Veja abaixo nota enviada pelo Partido dos Trabalhadores, sobre a reunião que aconteceu neste domingo (22).

NOTA AOS FILIADOS DO PT E À POPULAÇÃO PIAUIENSE

1- O Partido dos Trabalhadores (PT) no Piauí, reconhece a importância da aliança ideológica e programática com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), desde 1989, com a campanha nacional da Frente Brasil Popular, encabeçada por Luís Inácio Lula da Silva, presidente e José Paulo Bisol, vice, reproduzida em municípios e governos estaduais nos anos seguintes, e consagrando-se, também com o apoio de outros partidos a vitória de Lula Presidente em 2002 e depois em 2006, o primeiro líder operário a governar o Brasil;

2- No Piauí essa vitória foi repetida com Wellington Dias e Osmar Junior para governador em 2002 e a releição de Wellington Dias governador com Wilson Martins de vice em 2006. E depois, com a eleição de Dilma Rousseff, a primeira mulher presidenta do Brasil, em 2010, e Wilson Martins governador e José Filho vice-governador do Estado.
Nesse período são reconhecidas as importantes conquistas do povo Brasileiro em todas as áreas, além do fortalecimento político dos partidos;

3 – Manifestamos nossa esperança, expressa pelo presidente Nacional do PT, Rui Falcão, que o PSB possa marchar conosco na eleição nacional junto com uma frente ampla de partidos em torno da candidatura de Dilma Rousseff presidente em 2014. No entanto, consideramos natural o PSB lançar o governador Eduardo Campos candidato à Presidente da República, assim como buscar alternativas nas eleições do Piauí;

4- Também é natural a posição da Direção Estadual do PT do Piauí, com apoio da direção Nacional, de apresentar candidatura própria a governador do Piauí em 2014, dando continuidade ao projeto de Desenvolvimento Econômico e Social, iniciado em 2003, com apoio do povo e aliança com outros partidos;

5- Independente de ocupação de cargos, reafirmamos nossa posição de apoio aos projetos estratégicos para o Piauí, encaminhados pelo Governo Wilson Martins, e do interesse do nosso povo, na Assembleia Legislativa do Piauí e junto ao Congresso Nacional ou Governo Federal, através das nossas bancadas;

6 – O Partido dos Trabalhadores coloca à disposição do governador Wilson Martins os cargos ocupados por membros do PT na sua administração. Diante do gesto do Governador e presidente do PSB no Piauí, Wilson Martins, tornado público e comunicado ao presidente do nosso Partido, deputado Fábio Novo, de que a sua vontade é de que o PT permaneça na composição do seu governo, deixamos a decisão a cargo do Governador. Repetimos que o nosso apoio ao Governo Wilson Martins independe de ocupação de cargos e reflete o nosso compromisso assumido com o povo do Piauí nas eleições em 2010 por um Piauí cada vez mais desenvolvido.

Com informações da Assessoria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.