Aqui com meus botões: Viva 2014!!!

0

botoesPensando bem, aqui do fundo da minha rede que balança lenta e sem culpa, esse ano não precisarei roer todas as minhas unhas, nem tomar chá de erva-doce, maracujina ou outras coisas. Tratar-se-á de um ano mais ameno em seu ritmo. Senão vejamos. Esse JANEIRO vai ser rápido, ainda tem pedacinho de férias. Enquanto isso, FEVEREIRO é o mês mais curto do ano. E o seguinte, MARÇO, tem Carnaval, se liga: só aí tem uma semana inteira de boa!

ABRIL, Semana Santa, que pra nós no Nordeste é semana toda. Não obstante à folga guardada pelo santíssimo, fim de mês ainda tem feriadão de Tiradentes que cai numa segunda!

O mês de MAIO, de cara logo, começa com feriado do dia do trabalhador que cai numa quinta. Enforca!

E JUNHO? Ora, junho é Copa do mundo, e no Brasil… Pra frente Brazzziiiil!

Já JULHO, por sua vez, é uma questão de relógio biológico. Tenho que tirar, nem que seja, uma semaninha pra relaxar com a família. Quem sabe uma praiazinha ou só encher a piscina de plástico e desacelerar?

Agora, AGOSTO não. Pense num mês da Bruxa… Ate o aniversário da minha cidade cai no sábado! Tomara que passe rápido.

SETEMBRO, OUTUBRO E NOVEMBRO, por sua vez, repetem a gracinha dos feriados aos domingos, no dia 7 de setembro, no dia da Padroeira do Brasil e no dia de Finados (lembro que a proclamação da república cai num sábado!), respectivamente. Penso que seja armação, só pode…

Mas vamos lá. Ate porque nesse período tem eleição, e acho ate que vamos procurar candidatos e não vamos encontrar porque a justiça eleitoral proibiu tudo. Nem precisava tanto rigor, o povo gosta do rebuliço, já bastava não deixar o eleitor vender o voto (coisa que, aliás, parecem não conseguir!).

Dezembro… Putz, ate que enfim a coisa começará a acalmar de novo. Estão vindo todas as festas de fim de ano. De 5 a 9 confraternizações por semana, finalmente os amigos ocultos se revelam, hora de praticar ‘gordices’, preparar malas, ou não! Poderemos deixa-las em paz se quisermos, porque todo lugar é lugar de festa nesse período. Muitos poderão, finalmente, abraçar e serem abraçados sem culpa de parecer humano e sem medo do outro tomar seu lugar. E quem não fez caridade, praticou a solidariedade, ou deu bom exemplo, poderá fazê-los (Deus tá vendo!). E quem fez o ano todo: continue!

E para quem pensa que o brasileiro é preguiçoso: Deixa de ser coxinha, relaxa, veste o verde e amarelo e vamos lá. Porque falar da gente é fácil, quero ver é saber ser feliz como nós!

Viva 2014!!!

Fonte: Blog do Professor Elton

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.