Esperantina agora tem um padre dos pobres

0

Por Macelino Keliton / Espaço Geografico

Professor Macelino Keliton

Há dois meses a Igreja católica de Esperantina sente uma certa mudança com a substituição de párocos.

A união entre os fiéis foi a pauta principal do primeiro discurso do novo padre de Esperantina Jeremias Oliveira.

Pelo jeito o pároco, até o momento, está conseguindo esta façanha.

O último pároco de Esperantina demonstrava ser um padre dos ricos, para os ricos. Seu objetivo parecia agregar preço e não valor à igreja. Conseguiu aumentar o dízimo e até começou uma reforma, melhor dizendo, uma verdadeira transformação no prédio da igreja católica. Frequentava, visivelmente, residências dos mais bastados da elite esperantinense.

Padre Jeremias

Hoje já presenciamos discursos bem diferentes quanto ao comportamento do ‘vaqueiro’ padre Jeremias Oliveira.

– Este padre aí parece que gosta de pobre.
– Como assim?
– Ele não tem frescura, parece que gosta de está próximo de pessoas simples, de pobres.

Essa foi uma conversa recentemente que tivemos com um idoso muito próximo dos trabalhos da igreja.

Jeremias já foi a um baile da saudade, dançou, esteve próximo do povo. Derrubou boi na faixa, andou de cavalo pelas ruas esperantinenses, cantou Luiz Gonzaga no altar.
A conversa, e não os sermões, são curtos e diretos.

É um verdadeiro representante do povo de Deus como sempre quis nosso salvador – simples, humilde, ‘pobre’ e que cativa o próximo pelo seu modo de ser.

Chegou chegando ao fazer os novenários de Nossa Senhora da Boa Esperança em um espaço antes nunca utilizado – praça Lages Rebelo. Usou da oportunidade da igreja está inviável para a realização de novenas nas dependências da mesma.

Caiu na graça de todos os fiéis com a realização dos novenários neste novo espaço para o povo de Deus.

Pelo jeito o padre Jeremias Oliveira terá vida longa e próspera em Esperantina, pois de humildade o mesmo demonstra conhecer.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.