Barragem de Tinguis em Batalha, sem previsão de conclusão

0

barragemA Barragem de Tinguis, que está sendo construída para represar ás águas do Rio dos Matos, na divisa dos municípios de Batalha, Piracuruca, Piripiri e Brasileira, não tem previsão de conclusão.

O Governo do Estado, através do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), retomou as obras, mas os recursos liberados pela União são insuficientes. Segundo informações do Governo Wilson Martins, para o reinício o Ministério da Integração Nacional liberou, através da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), R$ 14 milhões.

Segundo o diretor de Engenharia do Idepi, Átila Jesuíno, para que a barragem fique pronta serão necessários ainda R$ 72 milhões. A barragem começou a ser construída em março de 2010 e deveria levar um ano para ser concluida.

Jesuíno explica que Tinguis tem 48% de suas obras prontas, mas estavam paralisadas há mais de dez meses. Quando terminada, terá uma parede de 22 metros de altura e 5,1 mil metros de extensão. Sua bacia hidrográfica terá 1,4 mil quilômetros quadrados e a bacia hidráulica, 5,340 mil hectares, para uma capacidade máxima de armazenamento de 280 milhões de metros cúbicos de água.

Quando a barragem for concluída (daqui uns dez anos, pois no Piauí tudo caminha a passos lentos de jabuti) o governo poderá viabilizar o aproveitamento do lago para o desenvolvimento de projetos de piscicultura e de irrigação, garantindo a geração de emprego e renda na região.

Com informações de Folha de Batalha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.