Cidades do Brasil que oferecem Wi-Fi chega a 26%; Piauí está em 23º

0

celularO número de municípios brasileiros que oferecem conexão à internet via Wi-Fi cresceu 83,2%, segundo o Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros, feito pela Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada nesta quarta-feira (26).

Das 5.570 prefeituras brasileiras, 1.457 forneciam o serviço por meio de redes públicas em 2014 — isto é, o levantamento não inclui as empresas  particulares que vendem assinaturas. Apesar do salto em relação a 2012, ano da última pesquisa, as cidades que provêm esse tipo de acesso ainda somam 26,2% do total.

Entre os Estados, o Acre é aquele que possui a menor quantidade de cidades a oferecer Wi-Fi. São apenas duas, Assis Brasil e Sena Madureira, que representam 9,1% do total.

Apesar de baixo, o índice representa um avanço já que em 2012 nenhuma cidade acreana oferecia esse tipo de conexão à internet.

Na outra ponta, dos Estados com mais municípios que fornecem a conexão, aparecem São Paulo, com 207, Minas Gerais, com 155, e Rio Grande do Sul, com 116.

Nem todos, porém, estendem a cobertura da conexão Wi-Fi a todo o território da cidade. Apenas 79 municípios fazem isso, o que representa apenas 5,4% do total. A maioria restringe o acesso a alguns bairros. Esse é o caso de 910 cidades (62,4% do total).

O terceiro grupo é composto por aqueles que oferecem o sinal somente na área urbana da cidade (11,6%) e os que o estendem a algumas regiões da zona rural (20,5%).

Estados
O IBGE também divulgou nesta quarta dados que mostram pela primeira vez quais são os Estados brasileiros que oferecem conexão à internet por Wi-Fi público.

De acordo com a pesquisa, 14 administrações estaduais, ou 51,9% do total, disponibilizavam o serviço, entre eles Amazonas, Pará e Acre. Os outros 13, como Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, não ofereciam o serviço.

Pesquisa
O IBGE apresentou, no Perfil de Estados e Municípios, dados das pesquisas chamadas de Munic e Estadic 2014.

Elas analisaram diversas questões sobre alguns temas, são eles: recursos humanos, comunicação e informática, educação, saúde, direitos humanos, segurança pública, segurança alimentar, inclusão produtiva e vigilância sanitária.

RANKING

pv.png

MATA.png

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.