Confusão deixa feridos durante audiência para privatização da Eletrobrás em Teresina

Audiência foi interrompida após tumulto formado e o presidente da Eletrobras Piauí ficou ferido

0

Terminou em confusão a audiência realizada na tarde desta quarta-feira (28/02) para discutir a privatização da Cepisa. Realizada no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Teresina, no Centro da capital, a polícia teve que intervir para evitar danos maiores.

A audiência foi interrompida após um tumulto formado e o presidente da Eletrobras Piauí, Arquelau Siqueira Amorim Júnior, ficou ferido após ser atingido com um pedaço de uma das cadeiras do auditório. Um servidor também teria se ferido ao ser atingido por policial com cassetete.

A Polícia Militar esteve no local e vários manifestantes, a maioria servidores da companhia, realizaram um quebra-quebra para protestar contra a privatização da empresa.

A audiência contou com a participação de representantes do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), da Eletrobras, do Ministério de Minas e Energia  e do consórcio interessando em fazer a compra, e tinha como objetivo esclarecer pontos de desestatização.

Três manifestantes foram algemados e conduzidos pela polícia para a delegacia, pois estariam tumultuando a audiência. O Sindicato dos Urbanitários alega que a privatização está acontecendo sem o devido debate com a sociedade e que a polícia agiu de forma truculenta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.