Controlar o sal pode diminuir a pressão e aumentar a saúde

0

O Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, 26 de abril, será organizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) em várias capitais do país. Neste ano, o slogan da campanha é “Menos Sal, Menos Pressão, Mais Saúde” e pretende conscientizar a população da importância em reduzir o consumo de sal durante as refeições.

Segundo o diretor de Promoção da Saúde Cardiovascular da SBC, Carlos Alberto Machado, o brasileiro consome sal em exagero. “Em média as pessoas ingerem 12g (pouco mais de uma colher de sobremesa) ao longo do dia, quando o recomendável pela Organização Mundial de Saúde é 5g (pouco mais de uma colher de chá)”, informa.

Além disso, a SBC distribuirá folhetos por todo o país com informações bastante objetivas, sugerindo que as pessoas evitem consumir em excesso açúcares, doces, frituras, derivados de leite na forma integral, carnes gordurosas, temperos prontos, alimentos industrializados ou processados, como embutidos, que também contém muito sal. E prefiram alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados, temperos naturais, como limão, alho, cebola e ervas, e produtos lácteos desnatados.

“É essencial que as pessoas também saibam ler os rótulos dos produtos ao comprá-los”, explica o coordenador do Comitê Projeto Sal da SBC, Dante Giogi. “Sal é rotulado como sódio e para saber qual a quantidade em um produto é só multiplicar o sódio por 2,5”, explica. Se uma bolacha cuja embalagem diz que tem 263 miligramas de sódio, tem na realidade 657 miligramas de sal.

Carlos Alberto Machado diz que a hipertensão é responsável por 80% de todos os casos de AVC e 47% dos infartos, fatais ou não, em todo o mundo. Na última década, a hipertensão fez mais de 70 milhões de vítimas. No Brasil, 320 mil pessoas morrem por doenças cardiovasculares e metade desses óbitos é atribuída à hipertensão não controlada.

A hipertensão atinge 30 milhões de brasileiros – 30% da população adulta no país – a maior parte da qual sequer faz qualquer tipo de tratamento ou acompanhamento.

Teresina também participará da campanha com uma palestra ministrada pelo Dr.José Carlos Formiga, no dia 25 de abril, às 7h, no Centro Social Pedro Arrupe. Já no 26 de abril, às 16h30, na Ponte Estaiada, haverá aferição da pressão, distribuição de material informativo e presença de cardiologistas, acadêmicos de medicina, nutricionista e educadora física.

Mais informações sobre a campanha através do endereço:http://prevencao.cardiol.br/campanhas/hipertensao.asp

Autor: Jaqueliny Siqueira com informações da SBC

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.