Detentos são incentivados a ler em troca da diminuição de pena em Esperantina

0

A Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), iniciou, nesta segunda-feira (15), na penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, o 3º ciclo o projeto Leitura Livre, que busca incentivar a educação no sistema prisional por meio da leitura.

No Leitura Livre, os reeducandos leem e elaboram resumos de obras da literatura nacional e estrangeira que são avaliados por uma comissão técnica. Com isso, o detento, além do aprendizado, tem direito à remição de pena – de acordo com a Lei de Execução Penal (7.210/84).

Em todo o Estado, o projeto já acontece em sete presídios e beneficiou 155 detentos. A meta da Diretoria de Humanização e Reintegração Social da Secretaria de Justiça é executar o Leitura Livre em 15 estabelecimentos penais.

De acordo com a Secretaria de Justiça, a oferta em educação no sistema prisional do Estado aumentou cerca de 300%, de 2015 a 2017. Além disso, até o fim do ano passado, 32% dos detentos participavam de programas educacionais no Piauí.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.