“Diz que é…”: Corrente viraliza e promove lembranças sobre fatos em Esperantina

0

Em uma terra sem limites chamada internet, se iniciou a mais nova febre, a corrente: “diz que é de [nome da cidade ou bairro], mas nunca…”. Uma brincadeira que sugere através desta frase, a lembrança de um local ou comportamento que outrora foi famoso ou inesquecível em determinado local.

Em Esperantina, os usuários da rede social Facebook, já reviveram na brincadeira costumes vividos na época estudantil, nos seus bairros e suas memoráveis casas noturnas, bares e até o fato icônico que é ser abordado pelo saudoso Vasco Amaral de Castro. “Diz que é de Esperantina, mas nunca levou uma mãozada do Amaral”.

Ou, para quem curtiu as noites dos anos 1990, “diz que é de Esperantina e nunca foi ao “Elite Bar”. Um famoso barzinho localizado na Rua Coronel José Fortes, centro de Esperantina.

Diante de tantas recordações, eis que o leitor questiona: “mas de onde surgiu essa corrente ?”. Sua origem é do Carioca Márcio de Gocinha, 29 anos, morador do bairro Bangu, Rio de Janeiro.

Segundo o Jornal do Commercio, Márcio Começou a postar em seu perfil no Facebook frases prontas, contrariando tudo que era comum em seu bairro. A ideia era mostrar que dentre tantas vantagens contadas, existiam outras que ele desconhecia.

Baseado na matéria do Salomão Pedro/OitoMeia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.