Entrevista com Francisco Passos

0

Entrevista com Francisco Passos um dos grandes radialistas de Esperantina que atualmente mora em Brasília ele que foi um dos pioneiros do Rádio em nossa cidade.

PORTALESP – Seu nome completo?
FRANCISCO PASSOS – Francisco das Chagas Passos

PORTALESP – Quantos anos você trabalhou na rádio Voz do Longá?
FRANCISCO PASSOS – 04 anos

PORTALESP
– Como foi o início no rádio?
FRANCISCO PASSOS – Foi maravilhoso pois tive uma experiência que me fez vencer na vida e me tornar uma pessoa bem relacionada com a população e com os profissionais da área de comunicação.

PORTALESP – Quem lhe influenciou?
FRANCISCO PASSOS – Na verdade eu desde criança tinha esse dom e sonho de poder estar em emissora de rádimo e me expressar através de um microfone onde muitas pessoas estariam me ouvindo, pois fiz e faço comunicação de rádio com muito amor.

PORTALESP – Quando você saiu de Esperantina?
FRANCISCO PASSOS – Em setembro de 1995 foi o ano que sai de Esperantina. Fiquei triste e foi difícil porque teria que deixar minha família e ir para uma cidade grande em busca de sonhos e objetivos. Sabia que ia enfrentar dificuldades mas por outro lado sabia também que ia me tornar uma pessoa mais experiente e encontrar um mercado de trabalho que me desse mais oportunidade e uma de vida melhor.

PORTALESP
– Em que você trabalha atualmente?
FRANCISCO PASSOS – Eu trabalho em eventos, tenho uma empresa prestadora de eventos onde trabalhamos com fotos, filmagem, edição e cerimonial. Também estou cursando faculdade de engenharia de segurança no trabalho aqui no Distrito Federal.

PORTALESP – Você sofreu alguma discriminação por ser nordestino?
FRANCISCO PASSOS – Graças a Deus não, pois sempre fui bem tratado aqui em Brasília, inclusive tenho um bom relacionamento com pessoas do DF, sul do Brasíl e até clientes de outros países e nunca fui discriminado por ser nordestino, pois tenho é orgulho de ser nordestino e especialmente da minha querida Esperantina, quando me perguntam de onde sou, antes de responder eu explico as riquezas e maravilhas que nosso Piauí tem e ainda convido as pessoas a conhecer novo povo humilde e trabalhador.

PORTALESP – Como é viver em Brasília?
FRANCISCO PASSOS – Viver em Brasília hoje é bastante proveitoso pra quem mora qui há um bom tempo, hojse se tivesse que sair de Esperantina pra morar aqui eu não teria mais essa coragem, Brasília ainda é um lugar para se viver profissionalmente e adquirir conhecimentos, mas para enfrentar a vida aqui não é fácil, vou começar pelo trânsito que ultimamente são engarrafamentos gigantescos, muito barulho, assaltos e homicídios são constantes,  hospitais lotados e pra quem não tem emprego o mercado não anda bem, o custo de vida aqui é muito caro, pra quem mora de aluguel por exemplo, morar em uma casa de dois quartos de classe média o valor dependendo da cidade fica em torno de R$ 600,00. Brasília a tempos atrás era uma cidade maravilhosa para se morar, mas o governo aqui está recebendo milhões em investimentos para os próximos anos devido a copa do mundo de 2014 e as coisas vão ficar melhor é o que eu espero.

PORTALESP – De que você tem saudades?
FRANCISCO PASSOS – Tenho saudades das coisas boas de Esperantina, há tempos bons que não consigo esquecer por exemplo fazer o programa “Musical Show 1.500” na rádio Voz do Longá, jogar bola na AABB, ir ao estádio assistir a nossa seleção jogar, passear nas praças, ir a Cachoeira do Urubu, as festas, tomar caldo de cana e tantas outras maravilhas que se for citar aqui vou escrever muitas. Agora saudades mesmo tenho é das pessoas maravilhosas daí que são muitas, não vou citar nomes pois são muitas.

PORTALESP – O que precisa para Esperantina melhorar?
FRANCISCO PASSOS – No meu ponto de vista o que Esperantina precisa é a força de vontade de muitos políticos, acredito agora com a administração do Chico Antonio as coisas possam se tornar diferentes da pra se ver que aos poucos a cidade está voltando ao normal, e torço pra que a saúde, a educação, o esporte o trabalho, a segurança e agricultura possam ser prioridade para os governos.

PORTALESP – Tem planos para voltar a sua cidade natal?
FRANCISCO PASSOS – Planos para voltar tenho sim, quando realmente for o momento certo, hoje estou casado, trabalho e já sou bastante relacionado aqui em Brasília mas no momento estou dando o melhor para a minha família e jamais de forma alguma esqueço minha querida Esperantina.

PORTALESP – Considerações finais.
FRANCISCO PASSOS – Quero agradecer a você João Filho por ter me convidado a conceder essa entrevista ao PORTALESP, pois afirmo com toda segurança que sou um internauta que todos os dias sempre estou acessando o seu site. Quero desejar a todos os esperantinenses que moram aí e aqueles que estão distantes o meu abraço e desejar sucesso e felicidades a todos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.