Homenagem oficial à classe invisível de trabalhadores da limpeza urbana

0

Esculturas de pessoas existentes em cidades do Brasil e do mundo são de grandes personalidades da política, das artes, das revoluções, da ciência. Em São Paulo surgiu uma exceção à essa regra, inaugurou-se um MONUMENTO AO TRABALHADOR DO ASSEIO, CONSERVAÇÃO E LIMPEZA URBANA. A homenagem que antes era dada somente a quem tinha dinheiro, fama e prestígio agora também se estendeu a cidadãos trabalhadores como o gari ou a faxineira.

Para a cidade toda ver

O belo monumento ao trabalhador da limpeza e asseio foi inaugurado em 25 de janeiro de 2011 pelo prefeito Gilberto Kassab, dia do aniversário de São Paulo. A obra foi patrocinada pelo SIEMACO, Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio, Conservação e Limpeza Urbana de São Paulo. As estátuas de bronze foram feitas pelo escultor Murilo Sá Toledo. As quatro esculturas em tamanho natural estão localizadas na Praça Marechal Deodoro, centro de São Paulo, ao lado da estação do metrô do mesmo nome.

Em São Paulo há mais de 100 mil trabalhadores na área de limpeza. Sabe-se que essa classe de trabalhadores é menosprezada. É comum no dia-a-dia não se cumprimentar nem mesmo olhar nos olhos de uma faxineira ou um gari. O que seria de uma cidade sem os trabalhadores da limpeza ? A resposta dessa pergunta foi descoberta logo após à peste negra que quase dizimou a população da Europa. Tudo aconteceu pela falta de higiene nas cidades européias.

Sem o pedestal

Normalmente esculturas são intaladas sobre pedestais, além de proteção isso dá à obra a conotação de glória e imortalidade. O escultor Murilo Sá Toledo resolveu colocar a sua obra literalmente no chão ao invés dos pedestais. Assim na Praça Marechal Deodoro o gari segura a vassoura e estende a mão indicando passagem livre, a copeira leva uma bandeja com xícaras de café, o jardineiro poda uma planta e a faxineira torce o pano do rodo sobre um balde. Espetacular ! O objetivo maior da homenagem é mostrar que todas as profissões são importantes, mesmo aquelas que não dão muito dinheiro e nenhum estatus. Vemos muitas pessoas se orgulharem por terem um diploma de Direito, Engenharia ou Medicina. Mas não vemos a sociedade dar o devido reconhecimento.

Paulo Machado Paulo Machado é um esperantinense que mora em São Paulo e é colaborador deste portal. E-mail: paulomachado963@gmail.com, Telefone:(11) 7427-4383

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.