Juiz eleitoral cassa mandato do prefeito Gil Carlos, que preside a APPM

0

O juiz Maurício Machado Queiroz Ribeiro, da 20º Zona Eleitoral, cassou o mandato do prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT) – atual presidente da APPM – e do seu vice Dante Ferreira (PMDB), acusados de abuso de poder econômico nas Eleições 2016, quando o petista foi reeleito com 51% dos votos.

Gil Carlos é o atual presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), entidade que representa os prefeitos do Piauí.

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) foi proposta pela coligação “O Poder é do Povo”, encabeçada por Alexandre Mendonça (PROS), representado pelo advogado Raimundo Júnior.

São pelo menos 13 fatos graves denunciados, que incluem desde episódios de perseguição política, suposta compra de voto, realização de obras com cunho eleitoreiro, e a contratação de empresa de assessoria pela Prefeitura de São João do Piauí que, segundo a chapa impugnante, teria encaminhado à imprensa release informando sobre o indeferimento da candidatura de Alexandre Mendonça.

Em seu parecer, o Ministério Público Eleitoral se manifestou pela cassação dos mandatos de Gil e Dante, e ainda pela declaração de inelegibilidade dos mesmos por 8 anos, a partir do pleito de 2016.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.