Ministério Público aciona Agespisa contra má qualidade e falta de água em Barras

0
Promotor Glécio Setúbal

O Ministério Público do Piauí, por meio do promotor de Justiça Glécio Setúbal, da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Barras, instaurou Ação Civil Pública, com pedido de tutela de urgência, contra a Agespisa pela má prestação dos serviços de abastecimento e qualidade da água no município.

O órgão ministerial constatou, dentre outras irregularidades, a péssima qualidade da água fornecida aos consumidores; na estrutura deficitária da Estação de Tratamento de Água no município; a falta de água constante em vários bairros e a cobrança integral de faturas de consumo de água pela empresa pelos períodos em que não há efetivo fornecimento de água.

Diante dos problemas, o Ministério Público solicitou providências urgentes quanto à garantia do abastecimento regular e contínuo de água na cidade; melhorias na estrutura da Estação de Tratamento; análise técnica da qualidade da água, aquisição de um gerador de energia; limpeza imediata dos filtros da Estação de Tratamento.

O descumprimento da medida pela Agespisa gera uma multa diária de R$ 10 mil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.