Participantes só poderão saber notas do Enem em janeiro de 2018

Apesar do gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ser divulgado na próxima quinta (16), os alunos só poderão ter acesso às suas notas em janeiro de 2018.

No exame, a nota não é baseada na quantidade de questões que o participante acertou, assim dois candidatos que acertaram o mesmo número de questões não terão necessariamente a mesma pontuação. Esse sistema é uma maneira de penalizar possíveis chutes, tendo em vista que se errar questões fáceis e acertar difíceis terá nota contabilizada, segundo cálculo de desempenho por cada disciplina.

O método matemático utilizado para o cálculo é chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI), que qualifica por três parâmetros: grau de dificuldade, possibilidade de acerto ao acaso e poder de discriminação, que avalia a capacidade de uma questão distinguir alunos que tem ou não proficiência requisitada.

“Essas características permitem estimar a habilidade de um candidato avaliado e de garantir que essas habilidades, medidas a partir de um conjunto de itens, sejam comparadas com outro conjunto na mesma escala, ainda que eles não sejam os mesmos e que haja quantidades diferentes de itens usados para o cálculo”, diz um texto sobre o Ministério da Educação (MEC).

O modelo de avaliação não é o mesmo usado para a correção da redação, que vai de uma escada de zero a mil, dependendo da nota de uma banca de avaliadores. A TRI é usada desde 2009, quando o Enem passou a ser o vestibular para a maioria das universidades federais.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.