REFLEXÃO: A era da fragilidade

1

“Nunca guarde nada à espera de uma ocasião especial, cada dia que vivemos é uma ocasião especial.” Marcio Kühne

Marcio Kuhne
Marcio Kuhne

“Não é de hoje que as pessoas tentam classificar os tempos em que vivem,” escreveu o jornalista Felipe Machado. “Era de Ouro, Era de Aquário, Era sei-lá-do-quê. As épocas são compostas por várias características, mas alguma sempre salta aos olhos de quem se dispõe a analisá-las. Eu acredito que vivemos na Era da Fragilidade. Essa fragilidade certamente não é dos governos ou das instituições oficiais, embora muitas delas tenham solidez de uma geleia. Esta é a Era da Fragilidade das relações.

Não é à toa que redes sociais como Facebook e Twitter sejam tão populares. É mais confortável troca r ideias virtuais do que reais, ja que pela internet só nos relacionamos com quem pensa igual à gente.

E, se por acaso alguém ousar discordar, basta desligar o computador.

Isso não é uma crítica às redes sociais – seria como atirar no mensageiro –, que são apenas o reflexo dessa fragilidade das relações. É uma crítica a nós mesmos, que deixamos a correria alucinada do mundo ditar o ritmo de nossas vidas. Ninguém tem mais paciência para nada, ninguém tem tempo para perder com nada: nem com o que é importante. Importante? Existe algo importante hoje em dia? Algo que consiga atrair nossa atenção por mais de dez minutos, sem que a gente dê uma olhadinha de leve para ver se chegou alguma mensagem pelo celular? E existe alguém que nunca falou no celular enquanto dirigia? “Ah, mas era urgente”. Claro que sim. Tudo é urgente – até as coisas que não são urgentes. Deixa-se de amar por nada. Mata-se por nada. Vive-se para nada.

Por que tanta ansiedade? Quem disse que o que virá depois é melhor do que o que está aqui? O importante é aproveitar o momento. Afinal, entre o antes e o depois, a única coisa verdadeiramente real é o agor a.”

Lembre-se que não adianta ter relacionamentos, a menos que você faça valer relacionar-se.

1 comentário
  1. Reis diz

    boa!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.