Temer sobre PMDB na chapa de W.Dias: “O que o PMDB decidir, decidido está”

O presidente Michel Temer (PMDB) concedeu uma entrevista exclusiva a jornalista Samantha Cavalca, correspondente da Rede Meio Norte direto de Brasília, na manhã desta segunda-feira (15/05).

Questionado quanto a sua opinião sobre o PMDB do Piauí fazer parte da chapa majoritária do governador Wellington Dias do PT, nas eleições de 2018, Temer afirmou que não vai fazer restrições quanto a decisão do partido.

As lideranças da sigla no estado querem indicar o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho como vice-governador de Wellington Dias nas próximas eleições.

“De fato o PMDB tem muitas grandes lideranças locais, por isso evidentemente nós vamos aguardar a decisão do PMDB local. Mas ainda falta muito tempo, isso será resolvido lá adiante, não sei. Agora o que o PMDB do Piauí decidir está decidido”, afirmou Michel Temer.

Entre as pautas, a Samantha conversou com o presidente sobre Lava Jato, reforma da Previdência e trabalhista entre outros pontos importantes que estão sendo discutidos na política nacional.

Sobre a reforma da Previdência, Michel Temer contou que só levará a proposta em votação ao plenário quando tiver certeza de no mínimo 320 votos favoráveis. “Cada líder de cada partido está levantando nome por nome porque não adianta ter 290 votos e levar para o plenário. Você só leva para o plenário se tiver 320, 330 garantidos para assegurar os 308 votos necessários”, disse ele.

Temer ainda lembrou da época em que foi o primeiro relator da reforma em 1995. “Eu fui relator da primeira reforma da Previdência em 95 e na época disseram que eu não conseguiria ser reeleito, mas fui reeleito com mais voto do que quando na eleição anterior”, contou.

Sobre o processo de cassação da chapa eleitoral do qual fez parte com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Temer afirmou: “Eu quero que julguem o mais rápido possível, quanto mais rápido melhor”.

Questionado sobre uma possível candidatura de reeleição para presidente, Michel Temer afirmou que não será candidato em 2018 e que irá se aposentar.

Fonte: OitoMeia

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.